Olá amigas, estou aqui passando para voces um pouco mais de conhecimento.
Sou uma apaixonada por minha profissão e fiz este Blog com muito carinho e dedicação !

sábado, 24 de julho de 2010

Por que as mulheres ficam sem desejo sexual ?


A sexualidade coloca que a disfunção sexual predominante nas mulheres é a disfunção orgástica ou bloqueios do orgasmo.Observamos uma predominância da disfunção do desejo, principalmente em mulheres maduras. As queixas sexuais em mulheres acima de 40 anos: são :57,6% apresentavam desejo sexual hipoativo ou inibido, 21,1% dificuldade de orgasmo, 9,1% disfunção de excitação (problemas de lubrificação ou de sensação de prazer) e outros distúrbios (12,1%).
Por que se perde o desejo sexual? Em geral a inibição do desejo tem causas multifatoriais. Raramente, é orgânica ou física e quando acontece geralmente se dá por distúrbio hormonal, seja deficiência de androgênios (a chamada síndrome da deficiência androgênica feminina) e problemas de tireóide (hipo ou hipertireoidismo). Em tese, qualquer distúrbio hormonal pode levá-la a uma perda ou diminuição do desejo. Qualquer patologia orgânica sistêmica (cardiovascular, diabetes, câncer, etc.), quando descompensada também compromete o desejo. A depressão também é uma importante causa. Existe também a possibilidade da disfunção ser induzida por medicação, principalmente antidepressivos, ansiolíticos, psicotrópicos de um modo geral, anti-hipertensivos, anti-androgênicos, “pílulas”, etc.
Na maioria dos casos existe uma multi-causalidade, desde monotonia conjugal, indiferença e hostilidade conjugal, descoberta de infidelidade, competitividade nos relacionamentos, educação sexual repressora, ortodoxia religiosa, história de abuso ou trauma sexual, vivência traumática da primeira vez, etc. Algumas vezes, a perda do interesse sexual se dá apenas pelo parceiro ou pelo jogo sexual inadequados, ou, a perda do desejo é conseqüente à busca obsessiva do orgasmo mitificado 
Muitas mulheres perdem o “desejo sexual espontâneo”, à medida que o relacionamento vai se  prolongando e o cotidiano do relacionamento se esfriando, porém isso é normal. O que não é  normal   é  a perda da capacidade de ser responsiva aos estímulos, dentro de um contexto   adequado.  
Outro problema diz respeito à preocupação excessiva e inadequada com a freqüência sexual.  Existe uma média de relações semanais, considerada "normal"? Não há como falar de uma freqüência sexual padrão para todos os casais. Cada par tem a sua freqüência e  devem estar sintonizados.
Um problema sexual bastante freqüente se dá quando nenhum dos dois tem disfunção de desejo, porém, um tem muito mais desejo que o outro. Trata-se de um distúrbio de freqüência sexual. Feito uma avaliação adequada para confirmar esse distúrbio, às vezes, se faz necessária terapia de casal para facilitar esta "negociação", ou buscar no "sistema" (parceria) algum outro problema mais importante que pode estar sendo escondido na queixa de ritmos sexuais diferentes.
Em termos de sexualidade, ninguém deve sentir-se obrigado a nada, nem tem que ter o mesmo desejo que o outro, mas pode e deve buscar o prazer juntos, aprendendo a negociar e a ampliar seu universo erótico para a felicidade dos dois.

  Fonte: Dr Gerson Lopes

6 comentários:

  1. Nota dez!!! hehehe
    adoro todas as informações que o site oferece!!!
    bjoss

    ResponderExcluir
  2. Nathany Patrícia

    Seu Blog está bem interessante!!!
    Parabéns...
    Estamos com saudades...
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  3. Fico muito feliz. Que bom que vocês estão gostando do Blog.
    Obrigada

    ResponderExcluir
  4. Nossa adorei essas informações ! Não tinha conhecimento das prováveis causas, muito bom.

    ResponderExcluir
  5. quero comecar dizendo que descobri que estava gravida dos 4 para os 5 meses de gestacao.e logo em seguida deixei de ter relacoes sexuais com meu marido pois minha barriga edurecia muito na hora do ato.e depois do meu resguardo( que na verdade nao o tive pois nao tinha ninguem para me ajudar) nao tenho muito desejo sexual muito raramente tenho desejo perto do meu periodo mestrual descer,meu marido tem reclamado muito,mas eu o amo,so que tem acontecido isso comigo e mais,engordei muito,minha barriga nao voltou ao normal,ela ficou deformada.E alem do mais vivo estressada,com os nervos a flor da pele.hoje minha filha ja esta com 2 anos e 7 meses,e eu so tenho ficado pior na minha area sexual.tenho 31 anos,como devo resolver isso, me ajude. meu e-mail tiana_deolly@hotmail.com

    ResponderExcluir
  6. ola doutora, meu nome é Bruna, tenho 20 anos, há 10 meses tive bebe, e deis de entao minha vida sexual esta péssima, praticamente não tenho mais relações sexuais com meu marido, das vezes que tivemos doeu muitoooo, e arde tbm, não tenho mais lubrificação, e não sinto mais prazer, esta horrivel, estou muito triste por isso, ja tentei de tudo mas não teve jeito.Sera que não existe algum remedio para ajudar? Pois todas as taticas ja tentamos, e não obtive sucesso.. Me ajudee, estou desesperada.. Obrigada, deis de já.

    ResponderExcluir